Av. Brg. Faria Lima, 2369
suporte@clickin.co
Mercado Imobiliário
Por
Dayane Souza
May 3, 2022

Mercado Imobiliário: 5 Tendências que Movimentam o Setor em 2022

No mercado imobiliário se concentram milhares de negócios entre imobiliárias, incorporadoras e construtoras. E sem dúvidas, é um segmento que se destaca quando o assunto é crescimento.

Em 2019 a pandemia causou a aceleração de diversas atividades que envolvem a tecnologia e digitalização de mercados, e logo o home office tornou-se um modelo de trabalho em destaque.

Impactando de maneira direta as decisões de moradia.

A partir daí, se iniciou uma movimentação de novas tendências no mercado imobiliário que se tornaram destaque diante das preferências do público.

Confira tendências, acontecimentos e insights sobre o mercado imobiliário para 2022.


Vamos abordar o seguinte:

  • Retrospectiva do Mercado Imobiliário em 2021;
  • O que impacta no segmento imobiliário agora?;
  • Expectativas para o segmento imobiliário em 2022;
  • 5 Tendências do mercado imobiliário;
  • O comportamento do mercado imobiliário;

Retrospectiva do Mercado Imobiliário em 2021

Apesar de ter sido um período de continuidade pandêmica, no ano de 2021 o mercado imobiliário se mostrou bastante positivo e otimista, conseguiu se reerguer de maneira eficiente e significativa, após esse tempo de pandemia.

E assim deve permanecer no ano de 2022.

Foram tempos desafiadores, mas que o segmento expressou vitalidade, que por sinal foi muito acima da média em relação a outros anos. Houve aumento nas vendas, aluguéis, financiamentos, crédito imobiliário, lançamentos e empreendimentos por todo o país.

A venda de imóveis novos, se sobressaiu com uma alta de 46% nos primeiros seis meses de 2021 em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo a CBIC.

O que impacta o segmento imobiliário agora?

Diretamente relacionados, a taxa Selic influencia o mercado mobiliário com a alta ou baixa de juros que impactam nos atos de compra, aluguel, financiamentos e outros, já que a movimentação da taxa implica no aumento ou queda de ativos significativos para o mercado.

Muitos eventos podem trazer reflexos para o mercado imobiliário de fato.

Neste ano o elemento surpresa, por hora, é o conflito entre Ucrânia e Rússia, que segue influenciando a variação das taxas de juros e inflação, assim como a política, afinal 2022 é um ano de eleições presidenciais e campanhas eleitorais, preceitos fundamentais para a economia do país.

A pandemia do COVID-19 que vem interferindo continuamente em diversos segmentos do país, já se tornou um fator chave, que afeta diretamente o mercado imobiliário por conta de seus efeitos relâmpagos na rotina do planeta. Já se fala no fim da crise de saúde, entretanto, continuamos vivendo com seus reflexos a longo prazo.

Apesar dos percalços, muitos especialistas estão otimistas com a situação do mercado imobiliário este ano.

Expectativas para o segmento imobiliário em 2022

Considerando o reabastecimento expressivo do segmento no último ano, existem boas expectativas para o ano de 2022.

Em 2021 a alta procura por financiamentos, compras de novos imóveis, imóveis usados, aluguéis de diferentes portes, demonstraram o interesse do público em relação a morar bem.

Entretanto, é importante levar em conta as variáveis que o cenário externo mostra. A alta da Selic faz com que os juros aumentem, assim é normal a demanda desacelerar, mas ao longo do ano, muitas coisas devem acontecer.  

Em contraponto, muitas pessoas que já demonstravam interesse legítimo, provavelmente continuem com seus planos de encontrar a casa nova, mesmo remodelando seus planos, muitos darão continuidade na busca por seu imóvel.

Todos passamos pelo período de reclusão, que trouxe o home office, e que mudou de muitas formas a maneira de viver, assim como fez com o mercado imobiliário em que a demanda por espaços maiores, mais calmos e até fora dos grandes polos urbanos crescessem de maneira significativa.

Tendências do Mercado Imobiliário

No ano de 2019 quando o mundo foi mergulhado em uma séria crise de saúde pública, o COVID-19 desolou muitos países e trouxe novos hábitos de comportamento para a sociedade.

O uso de máscaras, a redução no convívio social, o cuidado higiênico com itens que vinham de fora, o modelo de trabalho que foi e continua sendo um dos assuntos mais abordados neste período.

Muito já se fala no fim da pandemia, a maioria do mundo já está vacinado e agora, finalmente podemos começar a retomar nossas rotinas, mas será que tudo vai voltar a ser como antes?

Focando no mercado imobiliário, o modelo de trabalho home office, mudou de muitas formas o comportamento do público em relação a moradia.

Confira as tendências do mercado imobiliário pós pandemia:


1. A chegada do Home Office

Antes da pandemia muitos não entendiam o home office, agora uma boa parte da população já passou por isso ou vive essa experiência.

Com isso, diversas pessoas passaram a ficar mais tempo em casa.

Será que isso irá continuar?

Existem prós e contras, mas o home office veio para ficar, seja na íntegra ou no modelo híbrido.

E o reflexo veio. Muitas pessoas com novas possibilidades de rearranjar suas rotinas, e que precisam de espaços maiores, melhores e mais eficientes para trabalhar e morar.

Em outros casos, enxergou-se a possibilidade de migrar para outras cidades, estados, países, já que com o modelo de trabalho remoto, vem a liberdade de trabalhar de qualquer lugar com internet.

2. Plantas mais espaçosas

Mais tempo em casa, mais espaço ocupado com o trabalho e a família toda junta.

Mesmo com a retomada da rotina de sair de casa, o público hoje preza muito por espaço, reflexo também da situação.

Já que é para ficar trabalhando em casa, que sejam bem definidos os espaços de viver e trabalhar. O destaque também vai para quintais para os pets, condomínios com área de lazer para crianças e em locais mais tranquilos.

Plantas mais amplas caíram no gosto do público que procura comprar ou alugar um imóvel.

3. Descentralização das cidades

Além de melhorar a qualidade de vida, um ponto muito alto citado quando o assunto é home office, é a liberdade de se trabalhar de qualquer lugar com internet.

Diante da oportunidade de passar mais tempo em casa e não precisar enfrentar trânsito, chuva, transporte cheio e outras ocasiões do deslocamento, muitas pessoas começaram a desbravar regiões mais descentralizadas das cidades.

Muitos, prezando pela qualidade de vida, preços semelhantes em imóveis melhores e boas localizações, mesmo que mais distantes dos grandes centros.

 

4. Processos otimizados e burocracia online

Lembra quando todo o processo precisava ser feito presencialmente nas imobiliárias? Tempos passados.

Hoje, após tanto tempo do começo da aceleração tecnológica por conta da pandemia, muitos processos imobiliários tornaram-se online e por sinal muito mais ágeis e eficientes.

Essa modalidade veio para ficar!

Otimizar as etapas desde o tour online pelo imóvel com o possível inquilino até a assinatura digital de contratos, é o tipo de aperfeiçoamento que foi muito bem recebido pelo público.

Em um segmento cheio de regimentos como o mercado imobiliário, usar ferramentas que possam facilitar o cotidiano tanto dos colaboradores, quanto dos clientes, são fundamentais para o crescimento e sucesso dos negócios imobiliários bem-sucedidos.

5. Público mais exigente e criterioso

Antes mesmo da aceleração tecnológica dos últimos três anos, muito já se via no segmento imobiliário a ascensão no crescimento do mercado no mundo digital.

Assim, grandes empresas deram início a novas maneiras se trabalhar e comunicar o âmbito dos imóveis, no cotidiano de quem estava à procura de um, transformando a experiência do cliente.

Hoje, o público se comporta de maneira diferente.

As etapas do processo estão cada vez mais atreladas à qualidade da experiência do consumidor, que por sua vez está mais exigente e não aceita ser tratado de maneira generalizada enquanto busca um atendimento personalizado.

 

O comportamento do mercado imobiliário

O mercado imobiliário vem se adaptando ao comportamento de seu público. Somando a tecnologia e a internet, os clientes estão acostumados com atendimentos premium e facilidade para conhecer as marcas e seus produtos. Tudo de maneira online!

É obrigatório estar onde seus clientes estão.

Muitas marcas já trabalham fortes estratégias de marketing que abrangem diversos canais de comunicação, diferentes formatos de conteúdo e infinitos assuntos para atrair, engajar e encantar seus clientes atuais e futuros clientes.

Quantos sites de imobiliárias que disponibilizam a opção de apresentação de imóveis por vídeo você já encontrou? Ou, um canal no Youtube em que o apresentador/corretor apresenta em 20 minutos cada detalhe, material, arquitetura de um imóvel?

Pois é, tudo isso transforma a experiência de seus clientes. A sua marca precisa conversar com eles. Seja assertivo(a), entregue o melhor para quem você deseja conquistar.

A internet é democrática e deve ser usada de maneira coesa e consistente de acordo com os objetivos e metas do seu negócio.

Estratégias de marketing imobiliário bem trabalhadas, fazem com que o seu público-alvo conviva com a sua empresa.

Quanto mais proximidade, interação, transparência, valor, ética, responsabilidade, expertise, constância a sua empresa demonstrar e realizar para com o seu público, melhor será a presença digital e os resultados.

Confira o nosso blog post com 17 dicas de Inbound Marketing Imobiliário para o seu negócio.

É importante ressaltar que mesmo com todo o auxílio da tecnologia, ferramentas que otimizam processos e estratégias de marketing bem construídas, a grande virada de chave aqui, é oferecer a esse consumidor exigente e que tem uma tomada de decisão mais criteriosa, uma ótima experiência humanizada.

Parece contraditório, mas apesar desse comportamento que preza por facilidades e agilidade, no final das contas, atender o seu cliente da melhor maneira possível e escutá-lo, funciona.

Em resumo,

O mercado imobiliário brasileiro tem muito potencial e diante do crescimento perceptível dos últimos anos, ainda há muito por vir. Muitas transformações no segmento, na tecnologia, fatores econômicos e políticos, mas a questão é se adaptar ao novo e comparecer onde o seu público estiver.

Entender como o público está se transformando e acompanhar esse movimento é fundamental para fazer a roda girar.

Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.

Read next

Recommended read

SOBRE O AUTOR

Dayane Souza

Dayane é co-fundadora da CLICKIN e é apaixonada por comunicação. Nas horas vagas, se distrai cozinhando as mais deliciosas receitas brasileiras.

Leia também conteúdos relacionados

Marketing Imobiliário

Marketing Digital Imobiliário: Conheça as 17 Estratégias em Inbound Marketing Imobiliário para 2022

Confira 17 estratégias práticas de Inbound Marketing Imobiliário aplicadas através do marketing digital para imobiliárias, construtoras e incorporadoras.

LER CONTEÚDO
Marketing Imobiliário

A importância do Marketing de Relacionamento

O Marketing de Relacionamento envolve todas as etapas que as empresas assumem para conhecer e entender melhor seus valiosos.

LER CONTEÚDO
Mercado Imobiliário

Você realmente conhece o seu cliente?

Um dos maiores desafios de um negócio, é qualificar os leads gerados e fechar negócios de valor.

LER CONTEÚDO
Newsletter

Receba materiais e conteúdos exclusivos direto no seu e-mail

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.